Em resolução, Central aponta que, mesmo luta contra Reforma Trabalhista e enfrentamento à ilegítimo Temer continuam

Escrito por: CUT Nacional • Publicado em: 23/10/2017 - 18:31

 

A CUT divulgou nesta segunda-feira (23) as resoluções definidas em recente encontro da Direção Nacional Executiva. A central apontou que dará continuidade à campanha nacional pela coleta de assinaturas a favor do projeto de lei de iniciativa popular (PLIP) visando a anulação da antirreforma Trabalhista.

Além disso, mobilizará suas bases e ampliará o diálogo com os trabalhadores para resistir à implementação das medidas no local de trabalho.

O próximo Dia Nacional de Paralisação está marcado para 10 de novembro, mas antes estão agendadas atos em defesa do PLIP – veja mais abaixo.

A CUT definiu ainda ampliar a mobilização contra a aprovação da antirreforma da Previdência, sob o mote “se botar para votar, o Brasil vai parar!”, contra as privatizações e contra a emenda constitucional 95 (teto dos gastos).

Confira abaixo o calendário de luta.

Dia 25 de outubro – Ato em Brasília no dia da votação no plenário da Câmara dos Deputados da aprovação da continuidade da denúncia contra o presidente ilegítimo Michel Temer por obstrução da justiça e organização criminosa.

Até dia 27 de outubro: potencializar a coleta de assinaturas a favor do PLIP (projeto de lei de Inciativa popular para anular a antirreforma trabalhista).

Dia 27 de outubro: Dia Nacional de Coleta de assinaturas a favor do PLIP.

Dia 08 de novembro: entrega e apuração das assinaturas colhidas a favor do PLIP.

Dia 10 de  novembro: Dia Nacional de Paralisação contra as antirreformas do governo golpista.

De 16 a 18 de novembro – Jornada Continental pela Democracia  e contra o Neoliberalismo – Montivideu.

 
 

 
Veja mais
  • VIVO - PARA PROPOSTA INDECENTE, TRABALHADOR TEM QUE DIZER NÃO
  • LIQ/ CONTAX - O NOME MUDOU, MAS AS MÁSCARAS AINDA NÃO CAÍRAM
  • TIM APRESENTA PROPOSTA QUE SERÁ LEVADA AOS TRABALHADORES
  • Estudos apontam perda de R$ 1 tri em renúncia fiscal após leilão do pré-sal...
  • BANDIDOS INVADEM PRÉDIO DA CLARO, EM FORTALEZA, FAZEM TRABALHADORES DE REFÉM E ARROMBAM CAIXA ELETRÔNICO
  • R2 DESVALORIZA TRABALHADOR E SINTTEL PEDE MEDIAÇÃO NO MTE
  •