Um verdadeiro caos se instalou no prédio da LIQ durante o apagão que aconteceu nessa quarta (21). O fato é que, sem nenhuma estrutura adequada para se manter funcionando, a prestadora resolveu manter os trabalhadores no prédio com a justificativa de que a energia voltaria e com isso, as atividades seriam retomadas normalmente.

Essa infeliz decisão da empresa gerou a revolta dos trabalhadores por tamanho descaso. Fato que serviu de uma denúncia no Ministério Público do Trabalho e que foi acatada de imediato tamanho a gravidade da situação.

O SINTTEL-CE esteve presente na LIQ, representado pelos diretores de base, no dia do apagão e por diversas vezes solicitou a liberação de todos, pois já havia a informação que o apagão estava acontecendo em várias cidades do Norte e Nordeste, ou seja, o problema era bem maior e não seria resolvido de imediato.

Porém, gerentes e coordenadores ordenavam que os trabalhadores permanecessem em seus locais de trabalhos, pois os computadores funcionavam normalmente.  Alertador pelos representantes do sindicato que já haviam várias pessoas passando mal, inclusive uma gestante, a ordem grotescamente se mantida.

O SINTTEL-CE irá apoiar o trabalhador no que for necessário. Seja de forma jurídica, acompanhando a denúncia feita no Ministério do Trabalho, seja em ações em frente a empresa, para que situações como estas não voltem mais acontecer.

 

COMO TUDO ACONTECEU

Com o início do apagão às 15h45, os representantes do SINTTEL-CE que se encontravam dentro da LIQ, deram início à conversa com coordenadores e gerentes para saber como seria o procedimento caso a falta de energia fosse prolongado. Para a surpresa, a ordem era permanecer as atividades já que os computadores mantiam-se funcionado. O fato é que o gerador da empresa só conservava OS COMPUTADORES LIGADOS e nada mais, o que deixava o ambiente totalmente impróprio para o trabalho.

Porém o tempo passava e a situação só piorava, comprovando que a prestadora não tá nem aí com o trabalhador. Para eles, se os computadores estavam funcionando o trabalho teria que continuar normalmente. Diante do calor insuportável, muitos trabalhadores chegaram a passar mal, inclusive uma gestante. Houve até um trabalhador com convulsões.

Diante do caos total que se instalou na LIQ, somente três horas depois, que a ordem de evacuar o prédio veio dos diretores. É lamentável a postura da LIQ. Colocar em risco a vida das pessoas É CRIME! E isso não é brincadeira. Os trabalhadores precisam estar junto do sindicato nessa luta. O SINTTEL-CE irá levar a frente e tomar todas as providências possíveis para exigir que a empresa seja responsável pelos maus causados.

 

IMPORTANTE

DIANTE DESSA SITUAÇÃO, O SINTTEL-CE SOLICITOU JUNTO A LIQ, QUE TODOS OS TRABALHADORES LIBERADOS NO DIA DO APAGÃO E OS QUE NÃO TRABALHARAM NO PERÍDO DA MADRUGADA TERÃO SUA JORNADA ABONADA.

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 
Veja mais
  • Por 7 a 4, STF aprova terceirização irrestrita
  • Já já tá saindo mais uma edição do Jornal do SINTTEL-CE. Aguarde!
  • SINTTEL-CE INVESTE EM SAÚDE DO TRABALHADOR E APRESENTA NOVA OPÇÃO DE PLANO DE SAÚDE
  • ATENÇÃO TRABALHADORES DA LIQ
  • ATENÇÃO TRABALHADORES DA ATENTO
  • ACT 2018 VIVO - ENQUANTO PUBLICIDADE VIBRA, TRABALHADORES PENAM
  •