A proposta oficializada pela CLARO BRASIL (Embratel, Claro, Telmex, Star One, NET, Americel, Primesys) na reunião do dia 18 de outubro, em São Paulo, aponta índice de reajuste abaixo da inflação para todos com pequeno acréscimo de 0,11% aos 2,01% propostos dia 10 passado. Também desconsidera a diferença de período para os trabalhadores da NET que tiveram reajuste em jul/2017, o que requer uma reposição de 14 meses ao invés de 12 como é o caso dos demais trabalhadores. Veja proposta apresentada:

 

PROPOSTA DA EMPRESA

  • Data Base 1º de setembro;
  • INPC acumulado: 3.64%;
  • Proposta para reajuste de Salários e Pisos:2,12%;
  • Proposta para reajuste do Vale alimentação/ Refeição: 2,12%;
  • Proposta para reajuste do Auxilio Creche/Escola: 2,12%;
  • Proposta para reajuste PNE (pais com filhos Portadores de Necessidades Especiais): 2,12%;
  • Retroativo à data base;
  • Exclui gerentes e diretores do índice proposto.

 

Fica claro assim que, além de não repor a inflação acumulada, novamente haverá perdas nos salários e benefícios que nos últimos anos já ultrapassam 10%. Porém mesmo com essas perdas, foi proposto que a Claro conceda, no mínimo, 50% de desconto no pacote de benefícios de seus produtos para os trabalhadores do Grupo, como, por exemplo, Plano Ligado, Pacote NET e Claro TV, bem como, desconto na compra de aparelhos e outros produtos comercializados pela empresa. 

 

 
 

 
Veja mais
  • Senado emite nota reconhecendo que Brasil é signatário de pacto da ONU
  • SINDICATO PATRONAL OBTÉM VERBA POR DECRETO
  • Com a nova legislação, quem não contribui com o sindicato não terá os benefícios da categoria
  • SAÚDE - Comer fruta de estômago vazio.
  • ELEIÇÕES SINTTEL
  • Falta emprego para 1,39 milhão no Ceará; 3º maior do Nordeste
  •