Os dirigentes do SINTTEL-CE estiveram reunidos na sede do sindicato, com os representantes do SEREDE (Serviço de Rede S.A.) da OI, onde foram abordados os assuntos de rotina como:

1) Reclamação dos técnicos de Dados - reclamações que o salário do CE estava abaixo dos outros estados. A empresa respondeu que atendeu a demanda e realizou ajuste no mês dezembro;

2) Pendenciamento - assunto recorrente onde os instaladores reclamam quando o cliente não está em casa, o negativo pesa contra a produção deles. A empresa afirmou que já houve uma redução no nível de pendenciamento. Mesmo assim, foi reivindicado que fosse estabelecido um critério mais real e que a empresa criasse uma tolerância mínima, já que a culpa não é do Instalador, mesmo quando o cliente desiste do serviço. A empresa afirmou que vai avaliar os níveis novamente e analisar um método melhor definido para o caso;

3) Rotas distantes – Foi apresentado casos de trabalhadores com rota absurda para cumprir no mesmo dia em localidades distantes como Pacoti e Caucaia - a empresa afirmou desconhecer o caso mas que irá analisar e responder. Em seguida, foi reivindicado que a empresa promova um curso especifico de fibra ótica para os interessados (internamente). A empresa disse que há programação, mas para o pessoal do CL. Porém irá avaliar e responder posteriormente.

Uma nova reunião ficou agendado para acontecer até dia 12 de março de 2019.

 

 
 

 
Veja mais
  • Oi: 45% das ações pertencem agora à investidores estrangeiros
  • DEPOIS DE VÁRIAS NEGATIVAS, FINALMENTE SAI PROPOSTA FINAL DA AeC PARA ACT 2019
  • ALGUMAS EMPRESAS NÃO ESTÃO FAZENDO O RECOLHIMENTO DO INSS.
  • COM NEGATIVA DE SINTTEL, AeC ADIA DECISÃO FINAL DO ACT 2019
  • SINTTEL-CE OFERECE SISTEMA DE CONVÊNIO ALL SUL, PARA SEUS ASSOCIADOS
  • SINTTEL-CE ARRANCA PROPOSTA da algar E CONVOCA ASSEMBLEIA PARA DELIBERAR ACT 2018
  •